CONFIRA 6 SITUAÇÕES QUE PODEM VALER COMO MULTA

CONFIRA 6 SITUAÇÕES QUE PODEM VALER COMO MULTA

Certamente, já aconteceu com você de estar esperando, tranquilo, o semáforo abrir e de repente uma ambulância pede passagem. E aí, você avança ou não o semáforo? Nessas e outras ocasiões, fica difícil de saber se nos comportamos bem no trânsito e evitar uma multa “batendo na porta de casa”. Por isso, veja algumas recomendações de Detran-SP e do Departamento de Operação do Sistema Viário (DSV), de São Paulo
 
1 – Posso ultrapassar semáforos quando estou levando uma pessoa doente ao hospital ou uma grávida?
Não há justificativa! E a multa é gravíssima! Apenas veículos de urgência e emergência – ambulância, bombeiros e policiais –, podem ultrapassar o sinal vermelho. Segundo o diretor de operações do DSV, Edson Caram, esses veículos têm permissão pois, estão identificados com sinalizador e os motoristas são treinados. Por tanto, um condutor particular, pode pôr em risco outras pessoas, e mesmo que entre em defesa, normalmente os recursos são perdidos. O motorista é autuado com 7 pontos na carteira mais R$293,47.
 
2 – Uma ambulância pede passagem e eu estou parado no semáforo vermelho. Se tiver radar, eu serei multado?
É sempre recomendado tentar dar passagem à ambulância se deslocando para lateral, afinal, o avanço de sinal é sempre uma situação de risco, conforme Caram, mas caso não haja espaço na lateral e o motorista tenha de ultrapassar, ele pode recorrer a multa e o próprio radar irá mostrar que tem uma ambulância passando junto a ele.
 
3 – E quando o semáforo estiver quebrado?
Nesse caso, não tem opção a não ser seguir a diante, com cautela é claro. Mas, também, é importante anotar o dia, hora e endereço para justificar o recurso, caso o motorista seja autuado.
 
4 – Posso ser multado quando estou parado no semáforo e tiro o agasalho?
Pode! Pois, o motorista deve manter as duas mãos no volante, exceto quando vai fazer sinais específicos como engatar marcha ou acionar equipamentos e acessórios, segundo o Detran, tirar as mãos do volante é uma infração média, levando o motorista perder 4 pontos e pagar R$130,16
5 - Posso passar sobre a faixa zebrada (conhecida como marca de canalização no Código de Trânsito Brasileiro)?
A faixa zebrada é a divisão de duas pistas, segundo Caram, como se fosse um canteiro, portanto essa infração é gravíssima, com 7 pontos na CNH, além do valor da multa ser multiplicado por três, totalizando R$880,41
 
6 – Posso ser multado, quando estou falando no celular no viva-voz?
Não é permitido o uso do celular enquanto o veículo está em deslocamento –  de acordo com o Código de Trânsito Brasileiro –, mesmo durante paradas em semáforos ou pedágios. Porém, a lei não fala expressamente sobre o uso do viva-voz, mas o Detran explica: usar o celular enquanto dirige, pode distrair o condutor, e se o agente de trânsito identificar falta de atenção, o motorista pode ser multado, sendo considerado infração média de R$130,16 e quatro pontos na carteira. Em casos que aqueles manuseiam o aparelho e tiram uma das mãos no volante, a infração é gravíssima com multa de R$293,47 e perde sete pontos na CNH.
 
Recurso de multas
Após receber a notificação da penalidade da multa o condutor tem até 30 dias para recorrer. Se a infração for enviada pelo o Detran, o motorista deve acessar o site do órgão em seu estado, preencher um requerimento e anexá-lo aos documentos solicitados. O recurso pode ser enviado pela internet, correio ou pessoalmente. No caso das multas aplicadas pela prefeitura, o processo é semelhante, no entanto o condutor tem até 15 dias para recorrer e precisa verificar os documentos necessários no site da instituição e enviá-los pelo correio ou pessoalmente.
Os recursos em 1º instância são analisados pelo Jari (Junta Administrativa de Recursos de Infrações). Caso não sejam aceitos, pode-se recorrer a 2ª instância no Conselho Estadual de Trânsito.

Fonte: Auto Esporte